CARTA do governador e capitão-general de Angola, Rodrigo César de Meneses, ao rei [D. João V] informando da fome e falta de mantimentos que se verificou em Angola no ano de 1735, sendo obrigado a recorrer aos portos do Brasil, reiterando que presentemente, apesar de se viverem tempos de abundância, uma epidemia assolava Angola causando muitas mortes, escasseando medicamentos uma vez que a botica que tinha levado quatro anos antes se tinha esgotado e desta forma solicitava uma nova botica e água de Inglaterra, a fim de poderem tratar dos enfermos.

Description level
File File
Reference code
PT/AHU/CU/001/0032/03058
Title type
Atribuído
Date range
1736-07-09 Date is certain to 1736-07-09 Date is certain
Descriptive dates
presumivelmente em São Paulo da Assunção de Luanda
Dimension and support
papel
Physical location
AHU_CU_ANGOLA, Cx. 32, D. 3058
Previous location
AHU-Angola, cx. 29, doc. 44.
Language of the material
português
Location of originals
AHU
Notes
Obs.: Água de Inglaterra eram vários preparados farmacêuticos muito utlizados no século XVIII, produzidos por diferentes fabricantes entre os finais do século XVII e o início do XIX e que apresentavam em comum, além do nome, o facto de serem vinhos de quina. Era um medicamento popular, amplamente conhecido e divulgado, utilizado para o tratamento do paludismo, sendo frequentemente consumido em automedicação.
Creation date
19/02/2018 18:03:38
Last modification
07/03/2018 12:40:02